5 Ingredientes Perigosos nos teus Cosméticos

Dá-se o nome de cosméticos às substâncias de higiene ou beleza que entram em contacto superficial com o nosso corpo (epiderme, cabelos, unhas, lábios, boca, pestanas, genitais externos e zona das axilas), para limpar, proteger, alterar/acrescentar odores, ou colorir.

A indústria dos cosméticos tem um negócio bilionário, com centenas de milhões de consumidores em todo o mundo. Segundo a Orbis Research e a Reuters, é esperado que o Mercado Global de Produtos Cosméticos atinja os 805 mil milhões de dólares em 2023 (aproximadamente 713 mil milhões de euros).

Kit de pincéis de maquilhagem sem substâncias perigosas

Mas nem todos os compostos dos produtos que usamos são seguros. São muitas as substâncias perigosas para a nossa saúde que, ao serem rapidamente absorvidas pela nossa pele, passam para a corrente sanguínea e são distribuídas por todo o corpo.

Estas substâncias químicas ou sintéticas trazem riscos diretamente associados à nossa epiderme, podendo provocar irritações, alergias, eczema, ou fotossensibilidade, já para não falar dos problemas ambientais associados.

Ainda assim, os verdadeiros riscos são aqueles que não podem ser observados no imediato, sendo, por isso, ignorados. Uma absorção contínua destas substâncias pelos tecidos corporais começa a ser ligada ao aparecimento de cancros hormonais, doenças crónicas, problemas de fertilidade, ou aumento de problemas comportamentais.

Apesar de existir um processo de triagem antes mesmo de escolhermos os produtos nas prateleiras, essa não pode ser uma desculpa para não nos preocuparmos com os ingredientes e substâncias que aplicamos no nosso corpo.

Algumas das substâncias para aumentar a durabilidade, criar espuma, dar cor, elasticidade ou um odor específico apresentam correlação com algumas doenças. Ainda que tenhas ouvido falar de algumas destas substâncias, vamos ajudar-te a identificá-las e explicar os riscos que cada uma delas pode ter na nossa saúde.

5 Ingredientes a Evitar nos Teus Cosméticos

Ilustração estrutura quimica dos Ftalatos, um ingrediente perigoso nos cosméticos

Ftalatos

    Como aparece listado nos rótulos de produto: PHTHALATE, DEP, DBP, DEHP, DIDP e FRAGRANCE.

    Estes componentes suavizam os plásticos, aumentando a sua flexibilidade e durabilidade. Existem dois tipos de ftalatos: os de baixo peso molecular e os de alto peso. Os de baixo peso (DEHP, DBP, DIBP, BBP) são descritos como potenciais tóxicos para o sistema reprodutivo

    Apesar da discordância entre peritos da área, a Comissão Europeia considera que já existe evidência suficiente para concluir que o DBP e o DEHP criam disrupções endócrinas no organismo, estando a sua venda proibida nos países da União Europeia.

    Foram realizados estudos que relacionam a exposição aos ftalatos durante a gravidez ou durante a infância com problemas respiratórios (asma e alergias), e alterações hormonais no género masculino.

    Não são raros os casos em que os ftalatos aparecem listados sob o nome de "fragrância" ou "perfume". Estas nomenclaturas caracterizam uma mistura de produtos químicos que não estão devidamente identificados na lista de ingredientes.

    Encontram-se maioritariamente em vernizes, gel de banho, sprays ou desodorizantes

    Formaldeídos em verniz um ingrediente a evitar nos cosméticos

    Formaldeídos

      Como aparece listado nos rótulos de produto: FORMALDEHYDE, DMDM HYDANTOIN, IMIDAZOLIDINYL UREA, DIAZOLIDINYL UREA, POLYOXYMETHYLENE UREA, SODIUM HYDROXYMETHYLGLYCINATE, GLYOXAL 

      Esta classe de compostos químicos é utilizada como conservante, por apresentar propriedades antibacterianas e antifúngicas.

      Baseado em estudos com consistentes resultados em animais, a International Agency for Research on Cancer (IARC) considerou o formaldeído como agente cancerígeno por inalação, alérgico e irritante.

      Ainda que possa ser encontrado em vernizes e em alisadores e descolorantes para o cabelo, tem vindo a ser substituído pelos parabenos.

      Substâncias a Evitar nos Cosméticos - Parabenos

      Parabenos

        Como aparece listado nos rótulos de produto: ETHYLPARABEN, METHYLPARABEN, BUTYLPARABEN ou outro nome terminado em PARABEN

          Com características similares às dos formaldeídos, o Para Hydroxybenzoate - nome oficial - foi identificado como agente potencialmente carcinogénico (causador de cancro), podendo provocar alergias e distúrbios hormonais.

          Enquanto se espera pela publicação de estudos mais profundos que confirmem os efeitos destes agentes, os especialistas na área aconselham que sejam realizados testes de alergia. 

          Estas substâncias podem ser encontradas em desodorizantes, hidratantes, produtos para o cabelo e maquilhagem, gel de banho, pasta de dentes e vernizes.

          Em 2014, a Comissão Europeia proibiu a venda de cosméticos que contêm os seguintes parabenos: isopropilparabeno, isobutilparabeno, phénylparaben, benzilparabeno e pentylparaben

          Desodorizantes alinhados em fundo branco com Cloreto de Alumínio

          Cloreto de alumínio 

            Como aparece listado nos produtos: ALUMINIUM, ALUMINUM CHLOROHYDRATE

            Usado como antitranspirante, está associado a irritação, manchas e lesões nos tecidos, principalmente nos tipos de pele mais sensíveis e se usado em grandes quantidades.

            Estudos relacionam-no com o cancro da mama, apesar de a Food and Drug Administration (FDA) não o considerar carcinogénico. 

            Pode ser encontrado em desodorizantes, principalmente antitranspirantes.

            Unhas pintadas com Verniz e Tolueno de várias cores

            Tolueno 

              Como aparece listado nos produtos: TOLUENE

              Pode provocar efeitos negativos no sistema nervoso central, promover tonturas, náuseas, perda de memória, e ainda afetar o desenvolvimento do feto.

              Encontra-se principalmente em vernizes.

              Viragem na indústria dos cosméticos

              Em meados da década de 70, a indústria dos cosméticos passou por uma primeira fase de produtos naturais (com fórmulas de frutos), substituída por uma segunda vaga que começou nos anos 80 e se prolonga até aos dias de hoje.

               Cosméticos Sustentáveis e feitos de base natural

              Em 2006, a Comissão Europeia passou a exigir aos produtores industriais que informem os consumidores dos possíveis efeitos secundários dos produtos que vendem. Por isso, podes sempre pedir indicações diretamente às marcas que normalmente utilizas..

              Cuidados a ter

              Quando comprares e usares cosméticos tem atenção às seguintes indicações: 

              • Lê os rótulos com atenção e procura os padrões recomendados pela União Europeia

              • Os produtos com menos ingredientes e com certificados biológicos contêm, por norma, menos substâncias tóxicas

              •  Os primeiros ingredientes da lista encontram-se em maior percentagem no produto 

              • Verifica potenciais alergénios e se os produtos estão dermatologicamente testados 

              • Não uses cosméticos após o prazo de validade

              Desenvolve uma atitude crítica e não acredites em tudo só porque vem escrito na embalagem. Uma etiqueta que marca um produto como "orgânico" não exclui necessariamente a existência de químicos, podendo apenas significar que o produto contém óleos de frutos orgânicos.

              Jarros com Flores naturais para utilizar em cosméticos naturais e sustentáveis

              Ainda que vários estudos revelem efeitos negativos destas 5 substâncias em animais, os cientistas não estão de acordo sobre se se pode ou não concluir o mesmo efeito em seres humanos.

              Este é um assunto altamente complexo e controverso. É preciso perceber que há estudos sobre esta temática que se contradizem ou que têm interesses por trás, como certos patrocinadores, que estão mais interessados em vender os seus produtos.

              Mais do que escolher produtos que são publicitados como "sustentáveis", temos de manifestar maior interesse por perceber como os cosméticos que consumimos são fabricados e assegurarmo-nos de que as empresas apresentam uma mentalidade sustentável na sua base

              Se procuras soluções sem ingredientes perigosos para a saúde da tua família, podes encontrar as nossas sugestões naturais aqui.

              Deixa-nos um comentário

              Nome .
              .
              Mensagem .

              Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos


              Artigos Relacionados

              Como Organizar a tua Festa Sustentável sem Plástico Descartável?
              Como Organizar a tua Festa Sustentável sem Plástico Descartável?
              Alternativas ao plástico descartável para o teu evento sustentável? Aqui estão elas: copos, pratos e
              Ler Mais
              Pesca Sustentável: Temos de Parar de Comer Peixe?
              Pesca Sustentável: Temos de Parar de Comer Peixe?
              Sabes se o peixe que compras vem de uma pesca responsável? Conhece os peixes mais sustentáveis para
              Ler Mais
              NUTRIMAIS: os teus resíduos urbanos na agricultura circular
              NUTRIMAIS: os teus resíduos urbanos na agricultura circular
              Sabes o que acontece ao teu lixo orgânico? O NUTRIMAIS é um corretivo agrícola 100% natural de eleva
              Ler Mais