Dicas de Consumo Consciente na Altura de Comprar

Cada vez mais levamos um estilo de vida acelerado, com mais stress e ansiedade. Quando isto acontece, passamos a viver em modo de piloto automático e deixamos de questionar a nossa vida e sociedade.

Compramos e consumimos cada vez mais coisas porque nos dizem que é isso que devemos fazer e, de repente, a nossa vida gira em torno de bens materiais.

Rapariga Ruiva compra em segunda mão

Por isso, o desafio que vos trago hoje diz respeito a aprenderem a viver com menos.

Pode parecer assustador ou até impossível, mas a verdade é que quando começamos a simplificar a nossa vida, ganhamos mais tempo, mais espaço e mais liberdade.

Viver de forma mais simples e consciente não significa privarmo-nos daquilo que gostamos e que nos faz sentir bem. Significa retirar da nossa vida tudo o que não faça sentido, tudo o que esteja a roubar-nos tempo para aquilo que é essencial.

O primeiro passo para uma vida com menos coisas é aprender a "destralhar". Identifiquem uma área da vossa vida, uma zona da vossa casa e comecem a eliminar tudo o que não vos é essencial, tudo o que não vos traz alegria ou prazer.

À primeira vista podem pensar que tudo o que possuem é essencial, mas à medida que forem avançando neste exercício vão perceber que não.

Vão de divisão a divisão, da casa à alma, e deixem na vossa vida apenas o que é importante e que lhe dá sentido.

Viver de forma mais simples não significa, no entanto, parar de consumir. Significa antes fazer escolhas conscientes no momento da compra.

Será que precisam mesmo de mais um par de calças? De uma jarra nova? De um conjunto de lençóis?

Analisem bem as vossas motivações e evitem comprar por impulso. Quando efetivamente tiverem que comprar algo novo ou substituir algo que se estragou, equacionem comprar em mercados de 2.ª mão e/ou em marcas ecológicas e amigas do ambiente. Existem tantas e tão boas.

Percam algum tempo a fazer pesquisa e vão perceber do que falo. Porque pode parecer pouco, mas é de atitude em atitude que se constrói um mundo diferente.

Frase consumo consciente - Menos é mais

Dicas para uma vida menos consumista 

1. Se vais às compras, pensa primeiro se aquela peça de roupa faz realmente falta, é preciso ser racional. Pergunta-te se o preço é bom, se tens condições para investir. Este exemplo aplica-se a roupas, como outros bens materiais. Ou opta por uma moda mais amiga do ambiente

2. Faz passeios sem consumo. Para passar um dia com os amigos ou família, não é necessário ir para locais que te levem ao consumismo. Passear ao ar livre, fazer alguma coisa diferente, sem ser ir a um centro comercial por exemplo. 

3.Na altura de ir ao supermercado, faz primeiro uma lista, e tenta ir às compras uma vez por mês. Que tal fazeres uma lista do stock da despensa? Ou então faz um plano ou ementa que possas fazer por semana? Vai ficar muito mais fácil comprares menos. 

4.Já pensaste em plantar algumas coisas em casa? Como frutas, legumes ou até mesmo ervas aromáticas... acabamos por comprar menos, e conseguimos diminuir embalagens de plástico. 

5. Outra dica que pode resultar, é o facto de estipular x dinheiro para gastar num mês, em coisas que não são assim tão necessárias, assim tens esse budget e não passas os limites, nem és mais consumista. 

6. Comprar produtos que durem, por exemplo, comprar uma garrafa reutilizável, ou copos, isto leva a que invistas mais numa só compra, mas não terás de comprar tão cedo outra vez. 

Lembra-te na altura de comprar podemos optar por produtos amigos do ambiente, ou produtos que podemos usar várias vezes, reutilizar e reciclar. O consumismo deve ser consciente. 

ÂNCORA VERDE

O blog Âncora Verde, da Leila Teixeira é um espaço de partilha. Partilha de projectos, de pessoas, de boas práticas, de estilos de vida, de informação. 
É um espaço que não é adequado para a instalação, mas que se rege por valores ecológicos, éticos e de sustentabilidade.
Encontra também Âncora Verde nas redes sociais

PRODUTOS NA LOJA PLANETIERS

 

 

Deixa-nos um comentário

Nome .
.
Mensagem .

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos