Desafio Vegetariano: 1 Mês Sem Comer Carne nem Peixe.


Lembro-me de várias vezes me terem perguntado se seria possível algum dia vir a ser vegetariana, pergunta à qual eu reagia sempre com um sorriso e em tom de piada “O meu pai tem um talho, achas mesmo que isso pode acontecer?!”.
Durante toda a minha vida a proteína predominante foi a carne e a verdade é que ganhei um gosto especial por consumi-la, nas mais variadas formas e maneiras.
Apesar da minha preocupação ambiental ter aumentado e estar agora mais desperta para o impacto que o consumo de carne e peixe tem no ambiente, fazer alterações na minha alimentação sempre foi o último ponto da lista de pequenos hábitos que deveria alterar para reduzir a minha pegada ecológica.
Primeiros Passos Vegetarianos
O mais engraçado é que foi numa simples conversa de hora de almoço que surgiu a ideia de excluir o peixe e carne da minha alimentação durante um mês. O desafio tinha sido lançado e, estranhamente, senti uma verdadeira vontade de o abraçar e tentar superar-me a mim própria. Challenge Accepted! 

O INÍCIO 

Com algum receio de não ter ideias de receitas vegetarianas, comecei por falar com uma amiga vegetariana que me deu sábios conselhos sobre este novo regime alimentar. Acima de tudo o mais importante é substituirmos os alimentos de origem animal por outros que nos proporcionem os nutrientes necessários para uma alimentação equilibrada e saudável.
Receitas Vegetarianas
Juntas fizemos uma lista de 10 receitas vegetarianas. A maior parte delas, e para facilitar a transição, eram receitas que já conhecia onde mas alterava apenas a fonte proteica.

A DESPENSA VEGETARIANA

Agora que já tinha uma ideia do que iria cozinhar, era tempo de abastecer a minha despensa e fazer uma lista de compras para o mês que se adivinhava. Os legumes foram um dos meus grandes aliados neste desafio vegetariano: comecei a introduzir na minha alimentação legumes que antes apenas comia na sopa, cozinhados de outras formas e com novos "temperos". :) 
Desafio Vegetarianismo
Para além disso, fui acrescentando à lista os alimentos onde poderia ir buscar proteína vegetal: Feijão, Grão, Lentilhas, entre outros (nota importante: estes só conseguem disponibilizar proteína relevante quando consumidos com hidratos).
Alternativas como a Seitan, Tofu e Hamburguers "alternativos" também fizeram parte da minha rotina, contudo, em menor proporção. 

O DESAFIO

A minha adaptação a esta alimentação provou ser mais fácil do que aquilo que eu esperava. Todos os dias tinha o cuidado de planear o que iria ser o almoço e o jantar, algo que já acontecia antes.
Com o passar dos dias fui sentindo pequenas diferenças a nível físico e mental. Fisicamente, apesar de não ser este o principal objetivo, acabei por perder algum peso e sentir-me menos “inchada”.
Mentalmente, à medida que os dias iam passando (e tendo sobrevivido aos Santos Populares com bifanas de tofu :) ) fui ficando cada vez mais motivada para finalizar o desafio e sentia que pequenas alterações, por mais simples que fossem, tinham o seu impacto e faziam a diferença..
Desafio vegetariano

O QUE FICOU DESTA EXPERIÊNCIA?

Consegui finalizar o desafio com sucesso e ficar um mês sem incluir peixe e carne na minha alimentação (Yeah! :) ). A grande aprendizagem que tiro deste mês é a capacidade humana de nos adaptarmos às situações e a facilidade que existe hoje em dia em optar por alternativas alimentares mais sustentáveis e menos nocivas para o ambiente e para os seres vivos.
Por agora sei que não irei adotar o vegetarianismo a 100% mas mantém-se o objetivo de reduzir drasticamente o consumo de peixe e carne, algo que já implemento no meu dia-a-dia. 
Acredito que são pequenos gestos e mudanças de hábitos que fazem a diferença e o desafio que vos lanço é aceitarem pequenas mudanças aos poucos! #SmallChanges #BigImpact
 

Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos