1ª Maratona de Economia Circular 2/2 - Indústria Transformadora


A Planetiers esteve presente na 1ª Maratona de Economia Circular, organizada pela CCDR-Alentejo, no dia 16 de Abril no centro de artes de Sines. A iniciativa pretendia que empresas e universidades apresentassem os seus projectos e interagissem com a comunidade. Seleccionamos os cinco projectos mais promissores no sector agroalimentar e transformador.

O Dr. Jorge Pulido Valente, Vice-Presidente do CCDR-Alentejo, abriu a sessão afirmando que a transição para uma economia circular consiste num processo colaborativo no qual se pretende evitar a sobreposição de projetos. Realçou ainda que a região do Alentejo, no âmbito desta transição, pretende caracterizar o metabolismo da região e identificar possíveis sinergias industríais.
Alentejo Circular 


Indústria transformadora

Relvado Sintético António Pedreiro, da Recipneu, apresentou o processo de valorização de pneus através de criogenia, no qual consegue separar nos seus subprodutos fibra têxtil, aço e granulado. Este granulado pode ter como destino os relvados sintéticos ou a pavimentação de estradas, onde apresenta melhores desempenho técnico em termos acústicos, de durabilidade e económicos. 
A ESB-UCP aplica a filosofia de multibiorrefinarias para desenvolver aplicações a partir de subprodutos, tendo formado alguns consórcios multidisciplinares. Dos consórcios apresentados, destacam-se o aproveitamento das espinhas de bacalhau para criar  implantes ósseos ou compostos de protector solar. Projeto iCod - Universidade Católica Portuguesa
A área têxtil foi igualmente abordada com dois projectos circulares, o R4textiles e a Humana Portugal. O projecto R4textiles incorpora resíduos agroalimentares (como ossos de porco, soro ou a levedura da cerveja) em sobras de tecidos, conferindo-lhes propriedades anti-oxidantes ou probióticas.
O Nuno Vinagre da ONG Humana Portugal, explicou-nos de que forma é possível reutilizar 640.000 peças roupa em segunda mão, através de um criterioso processo de recolha e classificação e que permite reduzir cerca de 10.000 ton de CO2. Relembrou-nos ainda que 70% da população mundial usa roupa em segunda mão.
Humana Portugal
Resto Sabão
O CCDR-Algarve divulgou a primeira fase de um estudo sobre o destino dos resíduos de sabonetes na indústria hoteleira, estimando que na região haja disponíveis cerca de 15 ton de sabonete sólido e 21 ton de sabonete líquido. A segunda fase do projecto pretende reprocessar estes resíduos, através de um piloto com a Universidade do Algarve, para atribuição dos mesmos a IPSS.

A Planetiers apresentou dois dos seus produtores que implementam princípios de economia circular nesta área:

A série Baltimore da mochila de "O Benefício" que reaproveita cintos de segurança de automóveis que são dos componentes mais difíceis de reciclar.

A "Sigues" que produz acessórios de moda, como o colar Primeiro Amor, feitos a partir de folhas de papel de jornal que são impermeabilizados para resistir à chuva e transpiração.


Vê também Top 5 projectos de Economia Circular na área da Indústria Agroalimentar.


Deixe um comentário


Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos